sábado, 5 de janeiro de 2019

Personalizando toques de contatos e grupos no WhatsApp

Conversando com uma pessoa no ano novo sobre como gerenciarmos tantas informações que recebemos em nosso smartphone, surgiu a ideia de escrever este post.

Quem me conhece sabe que gosto de personalizar alguns sons em meu celular. A princípio, não faz sentido para a maioria das pessoas, mas quando explico o porquê e o quanto facilita o meu dia a dia, elas acabam concordando.

Hoje venho falar do whatsapp. Ele é o aplicativo mais utilizado por boa parte dos brasileiros. Se tornou útil para manter contato com amigos e familiares, além de ter virado uma ferramenta de trabalho para muita gente. Suas funcionalidades são várias. Uma configuração que acho bem interessante é a possibilidade de personalizar o toque de notificação de pessoas e grupos específicos. Com isso, conseguimos por exemplo, determinar um toque para um amigo, outro para os membros da família, grupo do trabalho, etc. Sempre que recebemos mensagem de uma dessas pessoas ou grupos, escutamos o som e conseguimos identificar qual perfil enviou a mensagem.

Para fazer estas configurações, sigam o passo a passo abaixo:
Obs: este passo a passo é para celulares com o sistema android.
1. Procure o contato ou grupo que queira personalizar dentro do WhatsApp e abra a janela como se você fosse iniciar uma conversa;
2. Toque no nome ou na foto, localizados na parte superior da tela.
3. Entre na opção “Notificações personalizadas;
4. Ative a opção personalizar;
5. Selecione o item Som de notificação e escolha o som que deseja.
Obs: nesta mesma tela, também podemos personalizar o toque de chamadas, a vibração, etc.

Se quiserem saber como colocar toques diferentes para personalizar seu celular, deixo abaixo o link de um post que escrevi a algum tempo atrás.
Como fazer para que nossos sons Personalizados apareçam automáticamente na lista de toques Em Celulares com sistema android

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Direito de desconto na compra de passagens aéreas para acompanhantes de passageiros com deficiência

Hoje irei falar sobre um assunto que nós deficientes temos direito, mas poucas pessoas sabem. Inclusive, eu mesma descobri a pouco tempo.

As companhias aéreas oferecem descontos para acompanhantes de pessoas com deficiência física, sensorial ou cognitiva, impossibilitadas de viajarem sozinhas. Este desconto pode ser obtido por meio do Formulário MEDIF (Medical Information Form) ou do cartão Fremec (Frequent Traveller Medical Card).

A diferença dos formulários é que o MEDIF precisa ser preenchido a cada viagem, enquanto o FREMEC tem validade de 1 ano e pode ser usado por pessoas que possuam um quadro de saúde estável.

O desconto é para a compra da passagem do acompanhante, e não da pessoa com deficiência. Veja abaixo o texto contido na resolução no que se refere ao direito do desconto ao acompanhante:

A RESOLUÇÃO Nº 009, DE 05 DE JUNHO DE 2007
da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), aprova a Norma Operacional de Aviação Civil – NOAC que dispõe sobre o acesso ao transporte aéreo de passageiros que necessitam de assistência especial.

Art. 47. Caberá aos passageiros portadores de deficiência, a fim de resguardar-lhes o direito à autonomia e ao livre arbítrio, definir, junto à empresa
aérea, se necessitam ou não de um acompanhante, observando o que consta no art. 10.

Art. 48. As empresas aéreas ou operadores de aeronaves só poderão exigir um acompanhante para o passageiro portador de deficiência, independentemente da
manifestação de seu interesse, quando a critério da empresa aérea ou das operadoras de aeronaves, por razões técnicas e de segurança de vôo, mediante justificativa
expressa, por escrito, considere essencial a presença de um acompanhante.
§ 1º. Na hipótese da empresa aérea exigir a presença de um acompanhante para o passageiro portador de deficiência, deverá oferecer para o seu acompanhante,
desconto de, no mínimo, 80% da tarifa cobrada do passageiro portador de deficiência.
§ 2º O acompanhante deverá viajar na mesma classe e em assento adjacente ao da pessoa portadora de deficiência.

A resolução cita o direito da companhia aérea em exigir um acompanhante, mas também pode ser aplicada como um direito do passageiro com deficiência em levar um acompanhante, nos dois casos, com 80% de desconto ao acompanhante.

Esclarecendo, a exigência de um acompanhante pelas companhias aéreas é feita às pessoas que tenham um nível elevado de dependência, como por exemplo um tetraplégico que não consiga se alimentar sozinho ou uma pessoa com deficiência intelectual que não consiga compreender as instruções da tripulação.

Como obter o desconto
É preciso um relatório médico especificando qual é a deficiência do passageiro, bem como preencher o formulário específico da empresa aérea que se quer obter o benefício (MEDIF ou FREMEC). Estes devem ser preenchidos pelo médico. Basta enviar a documentação (formulário e atestado médico) corretamente para a companhia aérea, aguardar a análise do departamento médico e a resposta.

Reserva/compra das passagens
a pessoa que precisa do acompanhante (o PCD) deve comprar a passagem e só Após a compra ela poderá solicitar a passagem do acompanhante.

O desconto vale para qualquer viagem, seja nacional ou internacional, desde que a origem seja no Brasil e o trecho TODO seja operado pela mesma empresa.

É preciso verificar as políticas de cada companhia aérea para a utilização de milhas e outros tipos de crédito na compra da passagem. Algumas empresas não fornecem o desconto ao acompanhante para passagens compradas dessa forma.

Caso seja feito o procedimento através de agências de viagem, ou qualquer serviço que não seja direto pelas companhias, é possível que seja cobrada uma taxa de comissão.

Nem toda a companhia aérea tem facilmente em seu site informações sobre o FREMEC/MEDIF. É preciso fazer uma boa busca no site de cada empresa.

Não indicarei os links dos formulários aqui para não induzir o leitor ao erro, pois podem ser alterados a qualquer momento.

algumas companhias costumam aceitar a concessão do FREMEC/MEDIF com o formulário e relatório obtidos no site de outra companhia, já que o procedimento é meio padronizado. Porém é necessário garantir que o formulário a ser preenchido contenha informações completas para não ferir a política daquela companhia. Pode ser que na companhia x haja uma exigência a mais que na companhia y.

O objetivo desse texto é informar a existência desse direito garantido às pessoas com deficiência que viajam frequentemente e necessitam estar acompanhadas. Afinal de contas, não é do interesse das companhias aéreas que o cidadão tenha conhecimento desse benefício!

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Dicas para descrever imagens

as fotos servem para registrar nossos momentos mais preciosos! Elas são importantes para quem enxerga e para quem não enxerga também! Para que todos vejam as fotos que você coloca no Facebook, instagram, whatsapp, etc, você pode descrevê-las. Mas como fazer isto? Olhem só que legais estas dicas que recebi! Agradeço quem as escreveu.

Dicas para descrever imagens:

A). Colocar a hashtag #ParaTodosVerem.
B). Anunciar o tipo de imagem: card,fotografia, cartaz, ilustração...
C). Começar a descrever da esquerda para a direita, de cima para baixo (a ordem natural de escrita e leitura ocidental)
D). Informar as cores: Fotografia em tons de cinza, em tons de sépia, em branco e preto (se a foto for colorida, não precisa informar “fotografia colorida”, porque você vai dizer as cores dos elementos da foto na descrição e a indicação ficará redundante. Se você já vai dizer que a moça está de casaco vermelho, ao lado de flores amarelas, não preciso dizer que a foto é colorida)
E). Descrever todos os elementos de um determinado ponto da foto e só depois passar para o próximo ponto, criando uma sequência lógica.
F). Descrever com períodos curtos (se pode falar com 3 palavras, não devemos usar 5)
G). É bom começar pelos elementos menos importantes, contextualizando a cena, e ir afunilando até chegar no ponto chave da imagem.
H). Evitar adjetivos. Se algo é lindo, feio, agradável a pessoa com deficiência é quem vai decidir, a partir da descrição feita.
I). Ao final, escrever: Fim da descrição.

(Extraído de redes sociais - Desconheço o autor)

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Paraolimpíadas ou paralimpíadas?

Muitas pessoas perguntam: Qual seria o termo correto, "Paraolimpíadas ou Paralimpíadas"?

Neste post explicarei o porque a mudança.

A palavra "PARALYMPIC" deriva da preposição grega "PARA" (ao lado ou
junto) e a palavra "OLYMPIC". Isso significa que Paralympics
(paralímpicos) são os jogos realizados em paralelo aos Jogos Olímpicos, demonstrando que os dois movimentos (Olímpico e Paralímpico) coexistem lado a lado. (IPC 2015)

Desde que os jogos esportivos envolvendo pessoas com algum tipo de deficiência começaram, os outros sete países que têm o português como língua oficial (Portugal, Cabo Verde, Moçambique, Angola, Guiné-Bissau,
São Tomé e Príncipe e Timor Leste) já usavam o nome atual paralimpiadas sem a letra o. Só o Brasil utilizava Paraolimpíadas. Para que o Brasil igualasse o nome que já era utilizado pelos outros países, o Comitê Paralímpico Internacional (IPC) pediu que fosse feita a alteração do nome para paralimpíadas.

A mudança foi anunciada em novembro de 2011, durante o lançamento da logomarca dos Jogos Paralímpicos de 2016.

Com esta mudança os Jogos Paraolímpicos passaram a ser chamados Jogos Paralímpicos e os atletas paraolímpicos passaram a ser chamados de atletas paralímpicos.


em relação a gramática da língua portuguesa no Brasil, este assunto gera polêmica, mas não irei entrar nesta discussão, pois o que eu quis explicar neste post, é somente o porque da mudança. Se quiserem saber mais afundo sobre o assunto, deem uma pesquisada na internet que com certeza encontrarão ótimos artigos que abordam essa temática com a merecida atenção e profundidade.

terça-feira, 17 de julho de 2018

Como salvar contatos do Android na conta do Google

Olá pessoal, hoje estarei ensinando Como salvar contatos do Android na conta do
Google. Sei que a maioria das pessoas já sabem, mas
como muitos ainda me perguntam, resolvi escrever o passo a passo.

Hoje Ter um backup de seus contatos é fundamental para não perdê-los
quando mudar de celular por exemplo. Para quem utiliza um dispositivo Android e possui uma conta Google vinculada
ao aparelho, consegue armazenar todos esses dados nesta conta. O processo é bem
simples.

Para isso, sigam os passos abaixo:
Obs: Vocês tem que ter salvo seus contatos na conta do google. Caso
tenham salvo na memória interna ou no chip sim do celular, este
processo não irá funcionar. Como celulares com android tem vários
modelos e versões do sistema android, talvez o passo a passo não seja igual para
todos, mas provavelmente serão bem parecidos. Estou fazendo o passo a
passo utilizando como base um samsung galaxy s8 com android 8.0.0.

1. Em seu celular, entre no aplicativo configurações e procure a opção
"contas";
2. Todas as contas vinculadas ao celular estarão nesta tela. Procure por Google e
entre nesta opção para continuar o processo;
3. Agora, todos os dados que sua conta Google sincroniza com o smartphone serão exibidas. Veja se a opção contatos está ativada. Caso ela não
esteja, clique nela para ativar e pronto, agora todos os seus contatos estarão seguros e sincronizados na sua conta do Google.
4. Se quiser sincronizar outros dados,Clique nas opções que quiser
sincronizar. Essas opções incluem "Calendário", "Fotos", "Músicas", etc.
5. Caso seja necessário trocar de celular, no momento em que a configuração do novo aparelho esteja sendo feita, é só sincronizar todos os dados da conta, para ter
acesso a todos os contatos.
Obs: Caso você ainda tenha seu celular antigo, antes de executar o
passo 5 no novo aparelho, recomendo que vocês façam os seguintes passos
no aparelho antigo para que os contatos sejam sincronizados manualmente
para não ter problemas de perder algum contato que tenha sido
adicionado depois da última sincronização automática na conta do google :
a) Entre no aplicativo contatos;
b) Vá em mais opções (para quem enxerga é onde tem os 3 pontinhos) no
canto superior direito;
c) Vá em gerenciar contatos;
d) Encontre sua conta do google e verifique se a sincronização está
ativa (caso não, ative);
e) Clique em sincronizar (fica no canto inferior direito);
f) Será feita a sincronização dos seus contatos na conta do google.
g) Agora no aparelho novo faça o que está no passo 5 que todos os seus
contatos serão sincronizados no seu aparelho novo.

Abraços a todos.

terça-feira, 10 de julho de 2018

O que é NFC e como utilizá-la

Olá pessoal, hoje venho falar de Uma tecnologia sensacional que está revolucionando a maneira de interagirmos com nossos dispositivos eletrônicos e que veio para ficar!

Estou falando da NFC. Para quem não sabe para que serve, neste post, explico um pouco sobre esta tecnologia.

A sigla NFC significa Near Field Communication (Comunicação de Campo Próximo "CCP").

O recurso NFC foi desenvolvido numa parceria entre Sony e Phillips em 2002 e impulsionado a partir de 2004 pelo NFC Forum, que é conduzido por empresas como Samsung, Nokia, Intel, Microsoft, Google e Visa com a finalidade de promover o avanço da tecnologia, definir regulamentações e especificações de uso.

Através desta tecnologia podemos trocar informações sem fio de forma segura e rápida entre dispositivos compatíveis que estejam próximos um do outro a uma pequena distância, que chega no máximo a 10 cm. Pode ser entre diversos gadgets, como celulares, crachás, pulseiras, tablets, cartões, chaveiros e qualquer outro dispositivo que tenha um chip NFC.

A partir do momento que os dispositivos estejam suficientemente próximos, a comunicação é estabelecida automaticamente, sem a necessidade de configurações adicionais ou mesmo digitar uma senha.

Algumas situações interessantes no nosso dia a dia em que pode-se utilizar o recurso NFC:

Trocar fotos:
Basta habilitar a função e aproximar ambos os aparelhos. Seu dispositivo irá vibrar e aparecerá a mensagem “Toque para enviar”. Clicando em qualquer
lugar na tela, a foto será enviada.

Quem tiver um alto-falante com chip NFC pode escolher a trilha sonora simplesmente escolhendo a música no smartphone e em seguida aproximá-lo do alto-falante.

Pagamentos
Além de trocar arquivos, o NFC é utilizado em serviços de pagamentos como Apple Pay, Android Pay e Samsung Pay.

O NFC também serve como método de consultas e recargas de bilhetes de transportes.

Em muitos países, o pagamento de passagens, compras, etc é feito em sua maioria por NFC.

etiquetas ou Tags NFC:
Estas etiquetas inteligentes são constituídas por um chip NFC que guardam uma informação, e quando são lidas por um leitor NFC executam ações predefinidas pelo usuário.
Com estas etiquetas pode-se configurar o seu smartphone com NFC para que quando leia uma etiqueta desative ou ative o Wi-Fi, entre no modo silencioso, abra uma aplicação, etc. Desta forma pode-se automatizar ações no seu smartphone de uma forma simples e rápida.
Tipos de etiquetas NFC:
Dentro de qualquer cartão NFC existe um chip NFC. Estes dispositivos eletrônicos guardam informação e controlam o seu acesso. Os chips NFC possuem diferentes capacidades e configurações de memória. Estes parâmetros afetam a quantidade de informação que se pode guardar, a possibilidade de bloquear um chip e muitos outros fatores. Antes de comprar etiquetas NFC, pesquisem mais a fundo sobre o assunto,
pois há vários modelos. Regraváveis, não regraváveis, etc.

Quando conheci as etiquetas NFC, tive a ideia de utilizá-las para etiquetar minhas pastas com determinados documentos como por exemplo pasta de diplomas, certificados, etc. Pois o Braille é bem frágil e os pontinhos se apagam facilmente. Utilizando as etiquetas NFC não tenho este problema.

Em fim, há muitas situações em que podemos utilizar o NFC, principalmente em atividades comuns no nosso dia a dia. Já imaginou entrar no carro e ao aproximar seu smartphone do painel o bluetooth se ativar, para você ouvir aquele som bacana ou atender chamadas enquanto está no trânsito? Com a tecnologia em nossas mãos, a criatividade é o limite!

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Experiência em Guiar uma bicicleta dupla

Olá pessoal! Hoje vou relatar uma experiência bem interessante que pude vivenciar essa semana.

No último domingo, dia 1 de julho de 2018, fui pedalar como sempre com o pessoal do projeto KB2 / Olhos que guiam no Taquaral. Já quase na hora de ir embora, resolvi experimentar guiar uma das bicicletas duplas, sem levar ninguém atrás claro, por segurança.

Fui guiando a bicicleta no estacionamento que tem ali no nosso ponto de encontro. Foram 2 guias me acompanhando, um de cada lado correndo enquanto eu pedalava, e outro na frente me chamando para que eu pudesse me orientar.
Foi uma experiência muito bacana, pois eu sempre perguntava para os guias como era guiar uma bicicleta dupla. Alguns disseram que quase não sentiam diferença, só na hora de fazer as curvas, pois devido a bicicleta ser maior tem que se fazer curvas de forma mais aberta, e outros disseram que exige bastante do braço.

Esta questão de exigir bastante do braço eu realmente não conseguia entender, pois lembro da época em que eu andava de bicicleta normal sozinha e eu não sentia isso. O peso de duas pessoas e da bicicleta, além do tamanho diferenciado aumentam o trabalho do guia na hora das curvas.

Quando eu estava guiando a bicicleta dupla, aí sim pude compreender melhor o que eles me disseram. Percebi que além do equilíbrio, temos realmente que ter firmesa no braço, pois qualquer inclinadinha que eu dava no guidão, a bicicleta já dançava e eu desequilibrava. Curva não consegui fazer, pois não senti confiança suficiente para isso. Eu não tinha noção exata do tamanho da bicicleta e do espaço livre à minha volta.

De qualquer forma a sensação é incrível e ao mesmo tempo diferente. Só mesmo vivenciando para entender. Infelizmente não tenho registro em fotos e vídeo, mas deixo aqui o meu relato.

Agradeço muito ao pessoal do projeto KB2 por terem me proporcionado a oportunidade de vivenciar esta experiência.